1. Indicadores de RH: o segredo para tornar seu RH estratégico
  2. [Case de Sucesso] De candidato a Head de CS e Recrutador
  3. Avaliação de desempenho por competências: faça ou perca talentos!
  4. Como analisar um currículo para sempre acertar nas contratações?
  5. Experiência do candidato: descubra como nunca mais perder talentos!
  6. Soft skills e Hard skills: você sabe qual é mais importante?
  7. Bem estar no trabalho: seus colaboradores estão MESMO felizes?
  8. ETALENT: 4 dicas para automatizar a operação e ter um DP estratégico
  9. RH estratégico: a tendência de mercado que você precisa conhecer
  10. Benefícios Trabalhistas válidos para o final do ano: quais são?
  11. Mau Recrutamento: conheça suas principais consequências
  12. HR Insights apresenta: Mark Roberge
  13. Contratar em marketing digital: como saber se um candidato tenta enrolar?
  14. Melhores estratégias de recrutamento e seleção
  15. Por que as pessoas trabalham?
  16. Produtividade na Empresa: o impacto da qualidade de vida dos funcionários
  17. Business partner: o que é e como você pode se preparar para assumir essa posição
  18. Recrutamento e Seleção: o que é? Do básico ao avançado
  19. Conteúdo prático e de alto nível para RHs que não se contentam em ser operacionais
  20. RH estratégico: fazendo sua carreira decolar!
  21. Porque o RH deve parar de responder ao CFO em 2018
  22. 7 sinais de que a sua empresa não faz os funcionários se sentirem valorizados
  23. Um guia de sustentabilidade para RHs que querem ser protagonistas no tema – Por Ricardo Voltolini
  24. Atração e Retenção de Talentos: saiba se destacar da concorrência
  25. Outplacement: o que é e como conduzir da melhor forma?
  26. Panorama de RH no Brasil busca gerar novas percepções para profissionais da área
  27. Empresas de headhunteres: ajudam no recrutamento e…
  28. Seleção de pessoal: o que é, objetivos e diferença entre recrutamento
  29. Técnicas de Recrutamento e Seleção: como recrutar e selecionar no mercado de 2019?
  30. Como um plano de carreira pode motivar a sua equipe?
  31. Técnicas para uma boa gestão de pessoal: 7 dicas para uma gestão de sucesso
  32. Salário emocional: como motivar funcionários através da remuneração?
  33. Inteligência de mercado – saiba o que é e como identificar em um candidato
  34. Engajamento e colaboração na empresa
  35. [Vídeo] People.Tech – Gestão e Cultura Organizacional
  36. Recrutamento — o terceiro atributo crucial de uma startup
  37. Por que decidimos focar em contratações de marketing, vendas e sucesso do cliente?
  38. Gestão de Pessoas: seis processos para você conhecer
  39. 6 Insights de profissionais que estão moldando um novo cenário de RH
  40. One to One
  41. Indicadores de recrutamento e seleção
  42. Curso soft skills
  43. People.Tech: Aquisição e Desenvolvimento de Talentos
  44. Ferramentas para RH gratuitas
  45. Como Identificar Talentos
  46. Recrutamento Online: o que é e vantagens
  47. Talentos: Identificar, recrutar e selecionar
  48. GuestPost: O poder das redes sociais para recrutar profissionais de excelência
  49. Recrutamento externo: Vantagens e desvantagens
  50. Tipos de Recrutamento: Interno, externo, misto ou online?
  51. Seleção por competências: O que é, benefícios e como fazer.
  52. Recrutamento e seleção em quatro passos: Como funciona a área de Operações da TalentBrand (e porque ela é fundamental para os resultados)
  53. Feedback no processo seletivo: qual é a importância?
  54. Job description: passo a passo para elaborar
  55. Consultoria de RH – O que é e quais tecnologias substituem?
  56. TalentHacks #2 – 9 hacks que você nunca imaginou que ajudariam a reter seus talentos (Por 9 grandes especialistas)
  57. Inteligência Artificial no Recrutamento: o que muda?
  58. 3 vantagens ao contratar líderes através de uma empresa de recrutamento e seleção
  59. Headhunters: o que são e como eles podem ajudar sua empresa
  60. Banco de talentos: 5 vantagens em contratar empresas de recrutamento
  61. Startup e Recrutamento pelos olhos de um grande investidor americano
  62. Recrutamento e Seleção na empresa: 5 motivos para otimizar
  63. Ferramentas de vendas: 7 para começar a usar agora!
  64. O que é o modelo de gestão por competência
  65. O que recrutar tem a ver com vender? | O processo seletivo e seu principal erro
  66. Processos seletivos – cases de sucesso: atração de talentos na Google e Ambev
  67. Softwares para o RH: os melhores para a sua empresa
  68. Como contratar bem? 10 erros para passar longe
  69. Talent Acquisition e Employer Brand em números
  70. Employer Branding e a influência do processo seletivo
  71. Recrutamento com tecnologia: as novas tecnologias e como isso afeta a sua área
  72. Diplomas versus talento: o que priorizar no recrutamento
  73. RH em startups: quando é necessária uma área de RH?
  74. Budget de Recrutamento: O que incluir no recrutamento de marketing e vendas?
  75. Marketing e Vendas: como conseguir os melhores profissionais?
  76. Como avaliar candidatos em entrevistas feitas por videoconferência
  77. Retenção de Talentos: Como reter jovens talentos na sua empresa
  78. Como contratar um consultor de vendas usando simulação
  79. Livros para RH: 5 obras imprescindíveis para você
  80. Como Contratar Vendedores – O Guia Completo
  81. Customer Success: o Sucesso do Cliente em Foco
  82. Como Treinar e Rampar Times de Alta Performance
  83. Time de Vendas de Alta Performance
sábado, fevereiro 23, 2019
  1. Indicadores de RH: o segredo para tornar seu RH estratégico
  2. [Case de Sucesso] De candidato a Head de CS e Recrutador
  3. Avaliação de desempenho por competências: faça ou perca talentos!
  4. Como analisar um currículo para sempre acertar nas contratações?
  5. Experiência do candidato: descubra como nunca mais perder talentos!
  6. Soft skills e Hard skills: você sabe qual é mais importante?
  7. Bem estar no trabalho: seus colaboradores estão MESMO felizes?
  8. ETALENT: 4 dicas para automatizar a operação e ter um DP estratégico
  9. RH estratégico: a tendência de mercado que você precisa conhecer
  10. Benefícios Trabalhistas válidos para o final do ano: quais são?
  11. Mau Recrutamento: conheça suas principais consequências
  12. HR Insights apresenta: Mark Roberge
  13. Contratar em marketing digital: como saber se um candidato tenta enrolar?
  14. Melhores estratégias de recrutamento e seleção
  15. Por que as pessoas trabalham?
  16. Produtividade na Empresa: o impacto da qualidade de vida dos funcionários
  17. Business partner: o que é e como você pode se preparar para assumir essa posição
  18. Recrutamento e Seleção: o que é? Do básico ao avançado
  19. Conteúdo prático e de alto nível para RHs que não se contentam em ser operacionais
  20. RH estratégico: fazendo sua carreira decolar!
  21. Porque o RH deve parar de responder ao CFO em 2018
  22. 7 sinais de que a sua empresa não faz os funcionários se sentirem valorizados
  23. Um guia de sustentabilidade para RHs que querem ser protagonistas no tema – Por Ricardo Voltolini
  24. Atração e Retenção de Talentos: saiba se destacar da concorrência
  25. Outplacement: o que é e como conduzir da melhor forma?
  26. Panorama de RH no Brasil busca gerar novas percepções para profissionais da área
  27. Empresas de headhunteres: ajudam no recrutamento e…
  28. Seleção de pessoal: o que é, objetivos e diferença entre recrutamento
  29. Técnicas de Recrutamento e Seleção: como recrutar e selecionar no mercado de 2019?
  30. Como um plano de carreira pode motivar a sua equipe?
  31. Técnicas para uma boa gestão de pessoal: 7 dicas para uma gestão de sucesso
  32. Salário emocional: como motivar funcionários através da remuneração?
  33. Inteligência de mercado – saiba o que é e como identificar em um candidato
  34. Engajamento e colaboração na empresa
  35. [Vídeo] People.Tech – Gestão e Cultura Organizacional
  36. Recrutamento — o terceiro atributo crucial de uma startup
  37. Por que decidimos focar em contratações de marketing, vendas e sucesso do cliente?
  38. Gestão de Pessoas: seis processos para você conhecer
  39. 6 Insights de profissionais que estão moldando um novo cenário de RH
  40. One to One
  41. Indicadores de recrutamento e seleção
  42. Curso soft skills
  43. People.Tech: Aquisição e Desenvolvimento de Talentos
  44. Ferramentas para RH gratuitas
  45. Como Identificar Talentos
  46. Recrutamento Online: o que é e vantagens
  47. Talentos: Identificar, recrutar e selecionar
  48. GuestPost: O poder das redes sociais para recrutar profissionais de excelência
  49. Recrutamento externo: Vantagens e desvantagens
  50. Tipos de Recrutamento: Interno, externo, misto ou online?
  51. Seleção por competências: O que é, benefícios e como fazer.
  52. Recrutamento e seleção em quatro passos: Como funciona a área de Operações da TalentBrand (e porque ela é fundamental para os resultados)
  53. Feedback no processo seletivo: qual é a importância?
  54. Job description: passo a passo para elaborar
  55. Consultoria de RH – O que é e quais tecnologias substituem?
  56. TalentHacks #2 – 9 hacks que você nunca imaginou que ajudariam a reter seus talentos (Por 9 grandes especialistas)
  57. Inteligência Artificial no Recrutamento: o que muda?
  58. 3 vantagens ao contratar líderes através de uma empresa de recrutamento e seleção
  59. Headhunters: o que são e como eles podem ajudar sua empresa
  60. Banco de talentos: 5 vantagens em contratar empresas de recrutamento
  61. Startup e Recrutamento pelos olhos de um grande investidor americano
  62. Recrutamento e Seleção na empresa: 5 motivos para otimizar
  63. Ferramentas de vendas: 7 para começar a usar agora!
  64. O que é o modelo de gestão por competência
  65. O que recrutar tem a ver com vender? | O processo seletivo e seu principal erro
  66. Processos seletivos – cases de sucesso: atração de talentos na Google e Ambev
  67. Softwares para o RH: os melhores para a sua empresa
  68. Como contratar bem? 10 erros para passar longe
  69. Talent Acquisition e Employer Brand em números
  70. Employer Branding e a influência do processo seletivo
  71. Recrutamento com tecnologia: as novas tecnologias e como isso afeta a sua área
  72. Diplomas versus talento: o que priorizar no recrutamento
  73. RH em startups: quando é necessária uma área de RH?
  74. Budget de Recrutamento: O que incluir no recrutamento de marketing e vendas?
  75. Marketing e Vendas: como conseguir os melhores profissionais?
  76. Como avaliar candidatos em entrevistas feitas por videoconferência
  77. Retenção de Talentos: Como reter jovens talentos na sua empresa
  78. Como contratar um consultor de vendas usando simulação
  79. Livros para RH: 5 obras imprescindíveis para você
  80. Como Contratar Vendedores – O Guia Completo
  81. Customer Success: o Sucesso do Cliente em Foco
  82. Como Treinar e Rampar Times de Alta Performance
  83. Time de Vendas de Alta Performance

Você sabia que o preço para se substituir um colaborador pode chegar a duas vezes o seu salário anual? E que funcionários que não enxergam como eles podem alcançar suas metas de carreira na sua empresa têm 12X mais chances de considerarem procurar outro emprego? A atração e retenção de talentos é tão indispensável quanto parece desafiadora… E você não querer ficar para trás, certo?

O que muitos não se atentam é que com medidas simples, apesar de algumas trabalhosas, é possível aumentar suas taxas de retenção e atração exponencialmente. E é sobre isso que nós da Talentbrand discutiremos neste post. Confira!

O que é um talento?

Apesar do termo “talento” já ter pego faz alguns anos no vocabulário dos profissionais de RH, sua aplicação se tornou banalizada. Não é incomum vermos colaboradores com uma boa performance ou que passam horas a mais no escritório sendo chamados de “talentos”.

E não há nada de errado com isso. De fato, performance acima da média e esforço são dois bons sinais para se identificar um talento, mas não são os únicos. Quiçá, não são nem os principais.

O que muitas empresas deixam de levar em consideração ao avaliar um funcionário é se ele está engajado e alinhado com os valores e metas dela. Se, fora dela, ele é um embaixador da sua marca empregadora.

“Mas por que isso seria mais importante que os resultados que ele traz?!”. Bom, um dos principais motivos é pelo assunto que abordaremos neste post. Um bom funcionário em termos de metas não é necessariamente um funcionário leal e adequado à cultura de uma empresa. E você e eu sabemos no que isso pode resultar dentro de alguns meses: turnover.

Quais são os benefícios de atrair e reter talentos?

A maioria de nós sabemos os benefícios de atrair talentos, mas quais são os benefícios da atração E retenção de talentos? Já que ambos fazem parte de um bom planejamento de Recrutamento e Seleção.

Já demos uma pincelada em porquê isso é importante na introdução, né? Turnovers são custosos. MUITO custosos. Não só para organizar a contratação de um outro colaborador tão talentoso quanto o que saiu, mas em recursos gerais de um organização.

“Como assim em recursos gerais?”. Contratar um colaborador não gasta apenas dinheiro, mas tempo. Tempo gasto na atração de um novo talento, tempo gasto em recrutamento, tempo gasto em adaptação, tempo gasto para este novo talento atingir resultados expressivos. Resultados estes que seriam mais facilmente feitos por alguém que já conhece a sua empresa.

Hoje, a regra é uma taxa de rotatividade tendendo para alta. A geração de trabalhadores atual enfrenta uma crescente insegurança em seus trabalhos, que não oferecem as mesmas garantias de antes. Trabalhos estes que muitas vezes são instáveis e proporcionam ambientes estressantes. E você precisa lutar contra essa maré se quiser se destacar.

Como atrair talentos?

Vamos começar com… O começo, certo? Muitas empresas, principalmente as que são relativamente novas no mercado e/ou pequenas, como startups, têm dificuldade em atrair talentos. Isso porque, além dessa ser já uma tarefa desafiadora por si só, a concorrência com instituições maiores e mais consagradas no mercado é quase que desleal.

Mas aqui vai uma boa notícia: salários e renome da empresa não são os únicos, nem principais fatores na atração de um excepcional acima da média. Quer saber quais são eles? Então confira agora as 3 principais práticas para atrair talentos:

Invista pesado em Employer Branding

Não podemos mais ignorar o impacto de um bom Employer Branding no processo de recrutamento e seleção de uma instituição. A sua reputação como empregador influencia diretamente não só a forma que seus colaboradores atuais te veem, mas como os futuros também.

Elabore uma job description matadora

A job description pode conter muito mais que as competências técnicas que um candidato precisa ter. Ela precisa ser clara, direta, mas íntima como uma conversa com um amigo num café.

Mostre aos candidatos o impacto que eles farão na sua empresa. Seja claro em relação às soft skills e hard skills necessárias. E, por fim, tente transparecer a cultura da sua empresa ao redigí-la.

Ofereça treinamentos e um plano de carreira

Apesar destas prática também afetarem diretamente na retenção de talentos, elas são igualmente cruciais para atrair talentos. De acordo com uma pesquisa realizada pelo LinkedIn, 59% dos colaboradores decidiram trabalhar nas suas respectivas instituições atrás de melhores planos de carreira e oportunidades.

Então, não se esqueça de deixar bem claro o quanto um profissional pode aprender e se desenvolver na sua empresa na hora de abrir uma vaga!

Como reter talentos?

Agora que você já sabe como atrair talentos, chegamos à parte mais desafiadora, porém crucial: como manter esse talento na sua empresa. A retenção de talentos é hoje uma das maiores preocupações das empresas, e com razão. Cerca de 66% dos “millennials” preveem que sairão dos seus atuais empregos até 2020.

Além disso, ao contratar um novo funcionário, caso ele sinta que a empresa não está o ajudando a alcançar suas metas profissionais, suas chances de procurar um novo emprego aumentam em 30 vezes!

Então sabemos muito bem o peso que boas estratégias de retenção de talentos têm em uma empresa. Portanto, sem mais delongas, aqui vão 3 dicas de como aumentar a retenção de talentos:

Mostre interesse na evolução dos seus colaboradores

Análogo ao passo 3 da atração de talentos, é preciso mostrar real interesse no desenvolvimento profissional e pessoal dos seus colaboradores. O que os dados apontam é claro: profissionais que se sentem estagnados nas suas funções vão, mais cedo ou mais tarde, sair da sua empresa em busca de planos de carreira e mentores melhores.

Promova treinamentos, faça one-to-ones, ajude-o a adquirir novas habilidades e/ou melhorar nas quais ele já possui. Por fim, mas não menos importantes, feedbacks construtivos nos erros – e principalmente – nos acertos deles é fundamental.

Recompense e reconheça as vitórias (até as pequenas)

Aqui entramos num fator que parece relativamente óbvio, mas que muitas instituições subestimam ou fazem de forma superficial. É preciso reconhecer quando seu funcionário bate uma meta ou quando ele aprende algo novo. E é aqui que muitas empresas menores deslizam: não é só por forma de bônus que podemos fazer isso.

A “falta de budget” não pode ser uma desculpa para não dar o devido reconhecimento ao seu funcionário. Muitas vezes um e-mail, um comentário ou até uma mensagem de texto pode dar a ele o apoio que ele esperava.

Outras alternativas menos custosas incluem: oferecer algum tipo de prêmio como livros, cursos e vale-presentes; oferecê-lo um almoço; dá-lo um dia de folga ou liberá-lo mais cedo; etc.

Preste atenção nas relações de gestores-geridos

O clichê é verdadeiro: um dos principais motivos de turnovers é uma relação instável, pouco inspiradora ou que pouco acrescenta entre gestores e geridos. Muitas vezes o líder de uma área é promovido a seu cargo sem nenhum treinamento e/ou preparo para gerir pessoas e isso impacta diretamente no desempenho de um funcionário.

Acompanhar mais de perto essa relação, oferecer algum programa de treinamento ou mentoria para os líderes da sua empresa ou ao menos deixá-los mais “hipervigilantes” em relação a como tratam seus times são algumas alternativas.

Considerações finais

A atração e retenção de talentos faz parte das principais estratégias de crescimento das empresas que hoje são referências de mercado. Isso porque elas sabem que o maior ativo que uma instituição pode ter é seu capital humano. Ou seja, os resultados de uma empresa nada mais são que a soma dos resultados de todos os seus colaboradores.

Assim, você não pode – mesmo! – esquecer de elaborar um plano, por mais simples que seja num primeiro momento, de gestão estratégica da entrada e retenção de grandes talentos. Caso contrário, os seus números vão mostrar o impacto negativo de uma baixa taxa de atratividade e altíssima taxa de turnover.

Gostou do post? Alguma dúvida e/ou sugestão? Não deixe de comentar na seção abaixo! Ficaremos muito felizes de poder conversar com você. 🙂

Tags:

Related Article