1. Calculadora de senioridade – Como saber o seu nível de senioridade
  2. Absenteísmo no trabalho: entenda as causas e como controlá-lo
  3. Recrutamento externo: as vantagens que o RH precisa conhecer!
  4. Time de Inside Sales: 3 dicas para você contratar melhor!
  5. Recrutamento interno: suas maiores vantagens e como realizá-lo
  6. Employer Branding: o que é, como aplicar e a sua importância
  7. Cultura organizacional de uma empresa: qual é sua importância?
  8. Fit cultural: como usá-lo para selecionar o melhor candidato
  9. Entrevista por competências: o que é, como usar e dicas práticas
  10. Endomarketing nas empresas: uma nova prática do RH estratégico
  11. O que é turnover: guia completo para reduzir a rotatividade
  12. Produtividade no trabalho: 9 dicas para produzir mais e melhor
  13. Atração e Retenção de Talentos: descubra como se destacar!
  14. Engajamento de equipes: como manter os colaboradores motivados?
  15. Indicadores de RH: o segredo para tornar seu RH estratégico
  16. [Case de Sucesso] De candidato a Head de CS e Recrutador
  17. Avaliação de desempenho por competências: faça ou perca talentos!
  18. Como analisar um currículo para sempre acertar nas contratações?
  19. Experiência do candidato: saiba como nunca mais perder talentos!
  20. Soft skills e Hard skills: você sabe qual é mais importante?
  21. Bem estar no trabalho: seus colaboradores estão MESMO felizes?
  22. ETALENT: 4 dicas para automatizar a operação e ter um DP estratégico
  23. RH estratégico: a tendência de mercado que você precisa conhecer
  24. Benefícios Trabalhistas válidos para o final do ano: quais são?
  25. Mau Recrutamento: conheça suas principais consequências
  26. HR Insights apresenta: Mark Roberge
  27. Contratar em marketing digital: como saber se um candidato tenta enrolar?
  28. Estratégias de recrutamento e seleção: conheça as melhores!
  29. Por que as pessoas trabalham?
  30. Produtividade na Empresa: o impacto da qualidade de vida dos funcionários
  31. Business partner: o que é e como você pode se preparar para assumir essa posição
  32. Recrutamento e Seleção: o que é? Do básico ao avançado
  33. Conteúdo prático e de alto nível para RHs que não se contentam em ser operacionais
  34. Como tornar seu RH estratégico? Descubra formas práticas de conseguir!
  35. Porque o RH deve parar de responder ao CFO em 2019
  36. 7 sinais de que a sua empresa não faz os funcionários se sentirem valorizados
  37. Um guia de sustentabilidade para RHs que querem ser protagonistas
  38. Outplacement: o que é e como conduzir da melhor forma?
  39. Panorama de RH no Brasil busca gerar novas percepções para profissionais da área
  40. Empresas de headhunters: ajudam no recrutamento e…
  41. Seleção de pessoal: o que é, objetivos e diferença entre recrutamento
  42. Técnicas de Recrutamento e Seleção: como recrutar e selecionar no mercado de 2019?
  43. Como um plano de carreira pode motivar a sua equipe?
  44. Técnicas para uma boa gestão de pessoal: 7 dicas para uma gestão de sucesso
  45. Salário emocional: como motivar funcionários através da remuneração?
  46. Inteligência de mercado – saiba o que é e como identificar em um candidato
  47. Engajamento e colaboração na empresa
  48. [Vídeo] People.Tech – Gestão e Cultura Organizacional
  49. Recrutamento — O terceiro atributo crucial de uma startup
  50. Recrutamento em vendas e marketing: por que decidimos focar neles?
  51. Gestão de Pessoas: seis processos para você conhecer
  52. 6 Insights de profissionais que estão moldando um novo cenário de RH
  53. One to One
  54. Indicadores de recrutamento e seleção
  55. Curso soft skills
  56. People.Tech: Aquisição e Desenvolvimento de Talentos
  57. Ferramentas para RH gratuitas
  58. Como Identificar Talentos
  59. Recrutamento Online: o que é e vantagens
  60. Recrutamento e seleção de talentos: como conseguir os melhores?
  61. Redes sociais no recrutamento: como procurar ótimos profissionais online [Guest Post]
  62. Tipos de Recrutamento: Interno, externo, misto ou online?
  63. Seleção por competências: O que é, benefícios e como fazer
  64. Recrutamento e seleção em quatro passos
  65. Feedback no processo seletivo: qual é a importância?
  66. Job description: passo a passo para elaborar
  67. Consultoria de RH – O que é e quais tecnologias substituem?
  68. Retenção de talentos: 9 hacks que você nunca imaginou que ajudariam a reter seus talentos
  69. Inteligência Artificial no Recrutamento: o que muda?
  70. Recrutamento e Seleção de líderes: devo usar uma empresa de R&S?
  71. Headhunters: o que são e como eles podem ajudar sua empresa
  72. Banco de talentos: 5 vantagens em contratar empresas de recrutamento
  73. Startup e Recrutamento pelos olhos de um grande investidor americano
  74. Otimizar o recrutamento e seleção: as melhores práticas!
  75. Ferramentas de vendas: 7 para começar a usar agora!
  76. Gestão por competência: a prática que irá revolucionar a GP
  77. O que recrutar tem a ver com vender? | O processo seletivo e seu principal erro
  78. Processos seletivos – atração de talentos na Google e Ambev
  79. Softwares para RH: os melhores para a sua empresa
  80. Como contratar bem? 10 erros para passar longe
  81. Talent Acquisition e Employer Branding em números
  82. Employer Branding e a influência do processo seletivo
  83. Recrutamento com tecnologia: as novas tecnologias e como isso afeta a sua área
  84. Diplomas versus talento: o que priorizar no recrutamento?
  85. RH em startups: quando é necessária uma área de RH?
  86. Budget de Recrutamento: O que incluir no recrutamento de marketing e vendas?
  87. Marketing e Vendas: como conseguir os melhores profissionais?
  88. Como avaliar candidatos em entrevistas feitas por videoconferência
  89. Retenção de Talentos: Como reter jovens talentos na sua empresa
  90. Simulação de vendas: estratégia para contratar um consultor de vendas
  91. Livros para RH: 5 obras imprescindíveis para você
  92. Como Contratar Vendedores – O Guia Completo
  93. Customer Success: o Sucesso do Cliente em Foco
  94. Como Treinar e Rampar Times de Alta Performance
  95. Time de Vendas de Alta Performance

Para empresas que estão crescendo no mercado, assuntos como turnover e retenção de talentos são complexos. Vamos admitir: todas as instituições já passaram um momento de dificuldade com alguma métrica do seu RH. E nesse contexto surgiu o endomarketing nas empresas.

Nem tudo está perdido: práticas estratégias de recursos humanos pode de fato melhorar – e muito – seu relacionamento com seus colaboradores. Talvez o endomarketing seja a chave certa para você melhorar o seu clima organizacional.

Quer entender como a promoção de um marketing interno pode impactar de forma positiva seus colaboradores? Então confira!

O que é endomarketing

De forma simples, o endomarketing é uma parceria entre o marketing e o RH para promover um melhor clima organizacional e comunicação com os colaboradores. Ou seja, é uma estratégia de marketing institucional voltada para ações internas na empresa.

Com essa parceria entre Marketing e RH, é possível traçar exatamente as necessidades dos colaboradores. Assim como, também, identificar pontos de melhora na comunicação e transmissão da cultura organizacional.

RH e Marketing

Apesar do nome “endomarketing”, essa não é uma estratégia exclusivamente do Marketing. Na verdade, ela está intrinsecamente ligada à área de recursos humanos.

Isso porque as ações do Marketing Interno estão 100% voltadas aos colaboradores. Ou seja, elas buscam satisfazer os desejos, dores e necessidades dos funcionários. O fim da estratégia de endomarketing é promover maior motivação, bem estar, retenção e produtividade no trabalho.

Para isso, o time de Marketing e o RH devem unir esforços e traçarem, juntos, práticas que vão motivar os colaboradores. Não só isso, mas também formas de reforçar a cultura da empresa e garantir que a comunicação colaborador-empresa se dê sem ruídos.

Não está convencido que essa prática funciona para você? Então venha entender por que devemos trabalhar no endomarketing.

Por que trabalhar o endomarketing nas empresas?

Por ser uma ação estratégica do RH alinhada ao time de marketing, podemos ter a falsa impressão que o endomarketing não é nada além de “falação”. Mas, assim como o Marketing resolve a dor de um cliente, por que não resolver a dos colaboradores de uma empresa?

Aqui estão 4 pontos no qual o Endomarketing pode ajudar a sua empresa:

Reduz a taxa de turnover

Já é esperado que, a partir do momento em que a empresa investe em melhorar a relação com seus colaboradores, o turnover diminui. A única diferença nesse caso é que o RH agiria numa parceria com o Marketing, para entender melhor o perfil dos colaboradores e como estabelecer uma comunicação, baseados na cultura da empresa.

Ou seja: colaboradores satisfeitos e motivados não terão porque pedir demissão, né?

Aumenta a motivação

Essa é, com certeza, a principal vantagem de uma empresa com uma boa estratégia de marketing para colaboradores. O aumento da motivação, como já esperado, acaba impactando diretamente na melhora de outros índices como retenção e produtividade.

Ao estabelecer uma comunicação efetiva e empática com os funcionários da empresa, tendo interesse nas suas dores, eles se sentirão mais conectados à empresa.

É esperado que os colaboradores, assim, sintam-se motivados a produzir, pois sentem que seu trabalho e felicidade importam para a organização.

Melhora a produtividade

Estar num ambiente no qual você se sente bem e confortável é fundamental para produzir melhor. Só dessa maneira o colaborador, em vez de se preocupar com “agir da forma certa”, pode ser ele mesmo e focar em suas tarefas.

Com o endomarketing, é possível reforçar uma cultura que transpareça confiança aos colaboradores. E falando em confiança, o endomarketing nas empresas…

Gera maior engajamento e lealdade dos funcionários

O marketing interno favorece um relacionamento mais próximo e positivo entre funcionários e a empresa. Ao estabelecer uma comunicação transparente e propor ações focadas no bem estar dos funcionários, naturalmente o endomarketing gera maior engajamento.

Mas, não é só aí que ele para. Ao gerar maior sinergia entre os profissionais e times com a empresa, ele proporciona também maior lealdade por parte dos funcionários. Afinal, quem não quer ficar numa empresa na qual se sente bem e ouvido?

5 dicas para colocar o Endomarketing em prática

Agora que você já sabe o que é o endomarketing nas empresas e quais são seus impactos positivos, falta saber utilizá-lo no seu dia a dia. Aqui seguem 5 dicas para colocar o endomarketing em prática:

Pesquise a satisfação dos colaboradores

Quer entender melhor como seus colaboradores pensam, quais suas dores e necessidades? Então pergunte para eles, oras!

Pesquisas de satisfação com os funcionários de uma empresa são extremamente proveitosas. Primeiramente porque servem para compreender o clima organizacional e, de quebra, serve para transmitir que a empresa se importa com eles.

Melhore os processos de comunicação interna

É importante transformar o processo de comunicação dentro de uma empresa numa via de mão dupla. Não é incomum observarmos empresas com mídias sociais voltadas ao público externo, mas é estranho não fazer o mesmo para dentro, não é?

Pense comigo:

Se você cria redes sociais para fortalecer o relacionamento com seus clientes, por que então não há um meio de comunicação democrático entre colaborador e empresa?

Canais de comunicação interno podem favorecer essa prática. O importante é ter um espaço no qual os funcionários se sentirão confortáveis para falar… Ao mesmo tempo que esse canal será usado para eliminar ruídos na comunicação interna.

Forneça benefícios e programas de recompensas

Vamos ser sinceros: sabemos o peso dos benefícios e programas de recompensa dentro de uma instituição. Afinal, se os colaboradores contribuem para trazer riquezas à empresa, nada mais justo do que recompensá-los por isso, certo?

Benefícios como vale refeição, convênios e academia são ótimos não só para atrair futuros talentos, mas para reter os atuais. Outros programas de recompensas, como comissionamentos, bônus e treinamentos também são boas práticas recomendadas.

E falando em treinamento…

Capacite seus colaboradores

Isso mesmo! A capacitação de colaboradores não pode ficar fora do nosso escopo. Isso porque, como já apontado por pesquisas na área, esse é um dos principais atrativos entre os trabalhadores atuais.

O treinamento de funcionários não é só uma boa prática do endomarketing, mas um benefício para a própria empresa:

Profissionais mais qualificados, além de trabalharem melhor, são capazes de realizar atividades mais complexas em menos tempo.

Promova a cultura da empresa aos colaboradores

Uma forma de garantir que os colaboradores estejam em sintonia com a sua empresa… É garantir que eles entendam de fato os valores da sua empresa.

A promoção da cultura organizacional entre os funcionários é essencial para garantir o engajamento. Além de, naturalmente, afastar profissionais sem fit cultural e atrair os talentos certos.

Caso tenha curiosidade em saber mais dicas práticas, confira um guia prático da Rock Content sobre o tema.

O endomarketing nas empresas é uma prática que, apesar de recente, se mostra extremamente efetiva. Atualmente, esse marketing interno é uma forma de reter talentos, mantê-los motivados e engajados. Além de ajudar efetivamente a estabelecer um relacionamento de confiança e respeito mútuo entre funcionário e empresa.

E então, pronto para colocar o endomarketing em prática? Conte para nós nos comentários! 🙂

Tags: , ,

Related Article

0 Comments

Leave a Comment