1. Calculadora de senioridade – Como saber o seu nível de senioridade
  2. Absenteísmo no trabalho: entenda as causas e como controlá-lo
  3. Recrutamento externo: as vantagens que o RH precisa conhecer!
  4. Time de Inside Sales: 3 dicas para você contratar melhor!
  5. Recrutamento interno: suas maiores vantagens e como realizá-lo
  6. Employer Branding: o que é, como aplicar e a sua importância
  7. Cultura organizacional de uma empresa: qual é sua importância?
  8. Fit cultural: como usá-lo para selecionar o melhor candidato
  9. Entrevista por competências: o que é, como usar e dicas práticas
  10. Endomarketing nas empresas: uma nova prática do RH estratégico
  11. O que é turnover: guia completo para reduzir a rotatividade
  12. Produtividade no trabalho: 9 dicas para produzir mais e melhor
  13. Atração e Retenção de Talentos: descubra como se destacar!
  14. Engajamento de equipes: como manter os colaboradores motivados?
  15. Indicadores de RH: o segredo para tornar seu RH estratégico
  16. [Case de Sucesso] De candidato a Head de CS e Recrutador
  17. Avaliação de desempenho por competências: faça ou perca talentos!
  18. Como analisar um currículo para sempre acertar nas contratações?
  19. Experiência do candidato: saiba como nunca mais perder talentos!
  20. Soft skills e Hard skills: você sabe qual é mais importante?
  21. Bem estar no trabalho: seus colaboradores estão MESMO felizes?
  22. ETALENT: 4 dicas para automatizar a operação e ter um DP estratégico
  23. RH estratégico: a tendência de mercado que você precisa conhecer
  24. Benefícios Trabalhistas válidos para o final do ano: quais são?
  25. Mau Recrutamento: conheça suas principais consequências
  26. HR Insights apresenta: Mark Roberge
  27. Contratar em marketing digital: como saber se um candidato tenta enrolar?
  28. Estratégias de recrutamento e seleção: conheça as melhores!
  29. Por que as pessoas trabalham?
  30. Produtividade na Empresa: o impacto da qualidade de vida dos funcionários
  31. Business partner: o que é e como você pode se preparar para assumir essa posição
  32. Recrutamento e Seleção: o que é? Do básico ao avançado
  33. Conteúdo prático e de alto nível para RHs que não se contentam em ser operacionais
  34. Como tornar seu RH estratégico? Descubra formas práticas de conseguir!
  35. Porque o RH deve parar de responder ao CFO em 2019
  36. 7 sinais de que a sua empresa não faz os funcionários se sentirem valorizados
  37. Um guia de sustentabilidade para RHs que querem ser protagonistas
  38. Outplacement: o que é e como conduzir da melhor forma?
  39. Panorama de RH no Brasil busca gerar novas percepções para profissionais da área
  40. Empresas de headhunters: ajudam no recrutamento e…
  41. Seleção de pessoal: o que é, objetivos e diferença entre recrutamento
  42. Técnicas de Recrutamento e Seleção: como recrutar e selecionar no mercado de 2019?
  43. Como um plano de carreira pode motivar a sua equipe?
  44. Técnicas para uma boa gestão de pessoal: 7 dicas para uma gestão de sucesso
  45. Salário emocional: como motivar funcionários através da remuneração?
  46. Inteligência de mercado – saiba o que é e como identificar em um candidato
  47. Engajamento e colaboração na empresa
  48. [Vídeo] People.Tech – Gestão e Cultura Organizacional
  49. Recrutamento — O terceiro atributo crucial de uma startup
  50. Recrutamento em vendas e marketing: por que decidimos focar neles?
  51. Gestão de Pessoas: seis processos para você conhecer
  52. 6 Insights de profissionais que estão moldando um novo cenário de RH
  53. One to One
  54. Indicadores de recrutamento e seleção
  55. Curso soft skills
  56. People.Tech: Aquisição e Desenvolvimento de Talentos
  57. Ferramentas para RH gratuitas
  58. Como Identificar Talentos
  59. Recrutamento Online: o que é e vantagens
  60. Recrutamento e seleção de talentos: como conseguir os melhores?
  61. Redes sociais no recrutamento: como procurar ótimos profissionais online [Guest Post]
  62. Tipos de Recrutamento: Interno, externo, misto ou online?
  63. Seleção por competências: O que é, benefícios e como fazer
  64. Recrutamento e seleção em quatro passos
  65. Feedback no processo seletivo: qual é a importância?
  66. Job description: passo a passo para elaborar
  67. Consultoria de RH – O que é e quais tecnologias substituem?
  68. Retenção de talentos: 9 hacks que você nunca imaginou que ajudariam a reter seus talentos
  69. Inteligência Artificial no Recrutamento: o que muda?
  70. Recrutamento e Seleção de líderes: devo usar uma empresa de R&S?
  71. Headhunters: o que são e como eles podem ajudar sua empresa
  72. Banco de talentos: 5 vantagens em contratar empresas de recrutamento
  73. Startup e Recrutamento pelos olhos de um grande investidor americano
  74. Otimizar o recrutamento e seleção: as melhores práticas!
  75. Ferramentas de vendas: 7 para começar a usar agora!
  76. Gestão por competência: a prática que irá revolucionar a GP
  77. O que recrutar tem a ver com vender? | O processo seletivo e seu principal erro
  78. Processos seletivos – atração de talentos na Google e Ambev
  79. Softwares para RH: os melhores para a sua empresa
  80. Como contratar bem? 10 erros para passar longe
  81. Talent Acquisition e Employer Branding em números
  82. Employer Branding e a influência do processo seletivo
  83. Recrutamento com tecnologia: as novas tecnologias e como isso afeta a sua área
  84. Diplomas versus talento: o que priorizar no recrutamento?
  85. RH em startups: quando é necessária uma área de RH?
  86. Budget de Recrutamento: O que incluir no recrutamento de marketing e vendas?
  87. Marketing e Vendas: como conseguir os melhores profissionais?
  88. Como avaliar candidatos em entrevistas feitas por videoconferência
  89. Retenção de Talentos: Como reter jovens talentos na sua empresa
  90. Simulação de vendas: estratégia para contratar um consultor de vendas
  91. Livros para RH: 5 obras imprescindíveis para você
  92. Como Contratar Vendedores – O Guia Completo
  93. Customer Success: o Sucesso do Cliente em Foco
  94. Como Treinar e Rampar Times de Alta Performance
  95. Time de Vendas de Alta Performance

Que gestão e recrutamento estão totalmente ligados todo mundo sabe. Afinal, na hora de contratar um profissional de qualidade, o olhar do gestor nas faz a toda diferença. Mas qual o papel redes sociais no recrutamento?

No cenário atual, as redes sociais simplesmente têm tudo a ver. Está tudo ligado! Foi-se a época em que Facebook e Instagram serviam somente para postagens pessoais. A adesão das empresas ao marketing digital fez com que o alcance ao cliente e a futuros funcionários aumentasse significativamente.

Essa abrangência deve-se ao fato de que a maior parte das pessoas tem um perfil em alguma rede social.

Sendo assim, além do alcance ser em grande escala, é possível conhecer o perfil dos possíveis candidatos bem de perto. E, então, decidir, previamente, quais atendem ou não aos requisitos de uma vaga.

Na hora do recrutamento, saiba o que divulgar nas redes sociais

O Instagram e o Facebook hoje têm sido muito utilizados nesse sentido. Empresas que possuem um perfil nessas redes sociais podem acompanhar de perto as preferências, gostos e comportamentos de seus seguidores… Bem como criar grupos de relacionamento, aumentando o alcance da comunicação.

E para que a publicação de vaga nas mídias sociais seja eficaz, é necessário fazer uso de técnicas de marketing. O conteúdo precisa ser significativo, descontraído e atraente.

Chame a atenção do leitor

O que não chama a atenção no primeiro contato, dificilmente terá um engajamento alto posteriormente. Suponhamos que uma startup de tecnologia e inovação queria contratar um profissional de designer gráfico com experiência em UX.

E levando em consideração que o perfil desejado pelo gestor da empresa seja um jovem competente,  determinado e que seja conectado às novidades e tendências do mercado.  Como chamar a atenção desse profissional?

Uma dica é apostar em publicações descontraídas, que mostre mais o estilo da empresa e o que esperar do candidato. Aposte no visual e no texto, pois faz muita diferença.

DICA: Se for o caso, busque um equilíbrio entre seriedade e descontração para atingir o perfil ideal em cheio!

E a legenda, o que escrever?

Após prender a atenção, é necessária aquela legenda que segurará de vez o leitor. Como saber o que escrever? Tudo tem a ver com senso e equilíbrio! Se a intenção for buscar jovens talentos, opte por uma escrita mais descontraída, uma boa pedida é utilizar a cultura pop.

Caso a sua empresa tenham um perfil mais formal, deixe isso bem claro na descrição da vaga, pois isso servirá de filtro para os próprios candidatos na hora de se candidatar a oportunidade.

Saiba em quais redes sociais publicar e abuse de seus recursos

Na hora de usar as redes sociais no recrutamento, as mais badaladas e que tem um alcance significativo, o Instagram e o Facebook estão no topo. Estando por dentro do que publicar e como publicar, é hora de abusar dos recursos que as próprias redes oferecem.

Ao publicar uma vaga de maneira atraente e utilizando as ferramentas corretas, sua empresa consequentemente estará se promovendo no mercado. No Instagram, com um perfil comercial, é possível acompanhar de perto o desempenho da sua marca na mídia social.

O Instagram permite que sua empresa impulsione as publicações e as direcione para um público alvo específico, e ainda que você compartilhe vídeos curtos na timeline e no history. Além disso, ele permite a construção de comunidades por meio das hashtags.

Já o Facebook, permite que um alto alcance na hora de divulgar uma oportunidade profissional, isso reflete em um reconhecimento da empresa como um todo também!

Ele permite que você crie anúncios e defina previamente qual é o intuito da publicação e com isso conseguir:

  • Maior Alcance
  • Reconhecimento da marca
  • Conversões
  • Visualizações de vídeos
  • Envolvimento dos usuários
  • Geração de cadastros
  • Publicações Impulsionadas

Fazendo do jeito certo, sem poluir a timeline dos seus seguidores, sua empresa consegue a atenção necessária no momento de divulgar uma oportunidade de emprego. Ao publicar uma vaga, não limite sua intenção a apenas encontrar um talento, pense também nos benefícios quanto a propaganda indireta que sua empresa estará promovendo.

Outro ponto interessante em ter um perfil ativo é a interação com os usuários. Com isso é possível usar esses ambientes virtuais como filtro, ao acompanhar o perfil de quem pretende contratar. Se o perfil desejado nada condizer com o que sua empresa busca, evita-se perda de tempo com entrevistas desnecessárias.

Ferramentas de gestão: Filtre o perfil desejado pelo Linkedin

Outra rede social que não poderia ficar de fora é o Linkedin, que tem como finalidade exatamente isso: aperfeiçoar os processos de divulgação e melhorar o relacionamento entre recrutadores e candidatos, por meio da rede de contatos. Nesse ambiente é possível filtrar o perfil de talento desejado.

Considerado uma das melhores fontes para se encontrar profissionais de qualidade, o Linkedin é utilizado por pessoas de praticamente todas as áreas profissionais. Para um recrutamento eficaz, o responsável pela gestão de pessoas de uma empresa pode utilizar alguns recursos que essa rede social oferece:

  • Grupos  –  É possível participar de grupos de interesses comum à instituição e por meio da observação dos participantes. Um recrutador pode avaliar posturas e comportamentos dos profissionais, bem como sua contribuição ativa em assuntos relevantes. Por meio dessa avaliação é possível listar quem é ou não, interessante agregar na empresa.
  • Análise de recomendações  –  Um recrutador pode analisar as recomendações de profissionais para um cargo, e assim reduzir também o volume de avaliações desnecessárias. Quando um candidato é muito recomendado por diversas pessoas em sua rede de contatos, vale a pena conferir suas qualificações!
  • Busca em outras empresas do mesmo ramo –  Profissional bom, muitas vezes já está empregado e nada impede que outra empresa o recrute, oferecendo uma proposta mais vantajosa. No Linkedin, um recrutador pode encontrar no perfil de um possível candidato, informações de sua trajetória profissional e sua empresa de trabalho atual.

Se ele for um profissional que preencha os requisitos da um cargo, de forma honesta, pode-se fazer uma oferta e conquistar um talento diferencial.

Conte com empresas especializadas no assunto

Contudo, vale ressaltar também que no mercado instituições especialistas em conectar empresas a profissionais de excelência, por meio da busca do perfil ideal para uma vaga. Essas empresas atuam de acordo com a necessidade do mercado e contam com equipes peritas no assunto de seleção.

Logo, contar com esse serviço faz com que sua empresa reduza custos com contratações erradas e despesas desnecessárias.

Empresas excelentes buscam soluções excelentes

Usar uma rede social com objetivo de recrutar um talento é eficaz se as técnicas de atração forem eficazes. Vale salientar a Agência GRUP, empresa de marketing digital com foco em resultados pode ajudar você e sua empresa a ganhar notoriedade e gerar mais vendas, utilizando estratégias de acordo com o foco e objetivo do seu negócio.

Contar com um especialista é trabalhar com profissionalismo e é o que leva uma empresa a crescer no mercado. O que sua empresa tem feito neste sentido?

Por: Nágila Gonçalves – Analista de Marketing Pleno – Agência GRUP

Tags:

Related Article

0 Comments

Leave a Comment