1. Absenteísmo no trabalho: entenda as causas e como controlá-lo
  2. Recrutamento externo: as vantagens que o RH precisa conhecer!
  3. Time de Inside Sales: 3 dicas para você contratar melhor!
  4. Recrutamento interno: suas maiores vantagens e como realizá-lo
  5. Employer Branding: o que é, como aplicar e a sua importância
  6. Cultura organizacional de uma empresa: qual é sua importância?
  7. Fit cultural: como usá-lo para selecionar o melhor candidato
  8. Entrevista por competências: o que é, como usar e dicas práticas
  9. Endomarketing nas empresas: uma nova prática do RH estratégico
  10. O que é turnover: guia completo para reduzir a rotatividade
  11. Produtividade no trabalho: 9 dicas para produzir mais e melhor
  12. Atração e Retenção de Talentos: descubra como se destacar!
  13. Engajamento de equipes: como manter os colaboradores motivados?
  14. Indicadores de RH: o segredo para tornar seu RH estratégico
  15. [Case de Sucesso] De candidato a Head de CS e Recrutador
  16. Avaliação de desempenho por competências: faça ou perca talentos!
  17. Como analisar um currículo para sempre acertar nas contratações?
  18. Experiência do candidato: saiba como nunca mais perder talentos!
  19. Soft skills e Hard skills: você sabe qual é mais importante?
  20. Bem estar no trabalho: seus colaboradores estão MESMO felizes?
  21. ETALENT: 4 dicas para automatizar a operação e ter um DP estratégico
  22. RH estratégico: a tendência de mercado que você precisa conhecer
  23. Benefícios Trabalhistas válidos para o final do ano: quais são?
  24. Mau Recrutamento: conheça suas principais consequências
  25. HR Insights apresenta: Mark Roberge
  26. Contratar em marketing digital: como saber se um candidato tenta enrolar?
  27. Estratégias de recrutamento e seleção: conheça as melhores!
  28. Por que as pessoas trabalham?
  29. Produtividade na Empresa: o impacto da qualidade de vida dos funcionários
  30. Business partner: o que é e como você pode se preparar para assumir essa posição
  31. Recrutamento e Seleção: o que é? Do básico ao avançado
  32. Conteúdo prático e de alto nível para RHs que não se contentam em ser operacionais
  33. Como tornar seu RH estratégico? Descubra formas práticas de conseguir!
  34. Porque o RH deve parar de responder ao CFO em 2019
  35. 7 sinais de que a sua empresa não faz os funcionários se sentirem valorizados
  36. Um guia de sustentabilidade para RHs que querem ser protagonistas
  37. Outplacement: o que é e como conduzir da melhor forma?
  38. Panorama de RH no Brasil busca gerar novas percepções para profissionais da área
  39. Empresas de headhunters: ajudam no recrutamento e…
  40. Seleção de pessoal: o que é, objetivos e diferença entre recrutamento
  41. Técnicas de Recrutamento e Seleção: como recrutar e selecionar no mercado de 2019?
  42. Como um plano de carreira pode motivar a sua equipe?
  43. Técnicas para uma boa gestão de pessoal: 7 dicas para uma gestão de sucesso
  44. Salário emocional: como motivar funcionários através da remuneração?
  45. Inteligência de mercado – saiba o que é e como identificar em um candidato
  46. Engajamento e colaboração na empresa
  47. [Vídeo] People.Tech – Gestão e Cultura Organizacional
  48. Recrutamento — O terceiro atributo crucial de uma startup
  49. Recrutamento em vendas e marketing: por que decidimos focar neles?
  50. Gestão de Pessoas: seis processos para você conhecer
  51. 6 Insights de profissionais que estão moldando um novo cenário de RH
  52. One to One
  53. Indicadores de recrutamento e seleção
  54. Curso soft skills
  55. People.Tech: Aquisição e Desenvolvimento de Talentos
  56. Ferramentas para RH gratuitas
  57. Como Identificar Talentos
  58. Recrutamento Online: o que é e vantagens
  59. Recrutamento e seleção de talentos: como conseguir os melhores?
  60. Redes sociais no recrutamento: como procurar ótimos profissionais online [Guest Post]
  61. Tipos de Recrutamento: Interno, externo, misto ou online?
  62. Seleção por competências: O que é, benefícios e como fazer
  63. Recrutamento e seleção em quatro passos
  64. Feedback no processo seletivo: qual é a importância?
  65. Job description: passo a passo para elaborar
  66. Consultoria de RH – O que é e quais tecnologias substituem?
  67. Retenção de talentos: 9 hacks que você nunca imaginou que ajudariam a reter seus talentos
  68. Inteligência Artificial no Recrutamento: o que muda?
  69. Recrutamento e Seleção de líderes: devo usar uma empresa de R&S?
  70. Headhunters: o que são e como eles podem ajudar sua empresa
  71. Banco de talentos: 5 vantagens em contratar empresas de recrutamento
  72. Startup e Recrutamento pelos olhos de um grande investidor americano
  73. Otimizar o recrutamento e seleção: as melhores práticas!
  74. Ferramentas de vendas: 7 para começar a usar agora!
  75. Gestão por competência: a prática que irá revolucionar a GP
  76. O que recrutar tem a ver com vender? | O processo seletivo e seu principal erro
  77. Processos seletivos – atração de talentos na Google e Ambev
  78. Softwares para RH: os melhores para a sua empresa
  79. Como contratar bem? 10 erros para passar longe
  80. Talent Acquisition e Employer Branding em números
  81. Employer Branding e a influência do processo seletivo
  82. Recrutamento com tecnologia: as novas tecnologias e como isso afeta a sua área
  83. Diplomas versus talento: o que priorizar no recrutamento?
  84. RH em startups: quando é necessária uma área de RH?
  85. Budget de Recrutamento: O que incluir no recrutamento de marketing e vendas?
  86. Marketing e Vendas: como conseguir os melhores profissionais?
  87. Como avaliar candidatos em entrevistas feitas por videoconferência
  88. Retenção de Talentos: Como reter jovens talentos na sua empresa
  89. Simulação de vendas: estratégia para contratar um consultor de vendas
  90. Livros para RH: 5 obras imprescindíveis para você
  91. Como Contratar Vendedores – O Guia Completo
  92. Customer Success: o Sucesso do Cliente em Foco
  93. Como Treinar e Rampar Times de Alta Performance
  94. Time de Vendas de Alta Performance
terça-feira, abril 23, 2019
  1. Absenteísmo no trabalho: entenda as causas e como controlá-lo
  2. Recrutamento externo: as vantagens que o RH precisa conhecer!
  3. Time de Inside Sales: 3 dicas para você contratar melhor!
  4. Recrutamento interno: suas maiores vantagens e como realizá-lo
  5. Employer Branding: o que é, como aplicar e a sua importância
  6. Cultura organizacional de uma empresa: qual é sua importância?
  7. Fit cultural: como usá-lo para selecionar o melhor candidato
  8. Entrevista por competências: o que é, como usar e dicas práticas
  9. Endomarketing nas empresas: uma nova prática do RH estratégico
  10. O que é turnover: guia completo para reduzir a rotatividade
  11. Produtividade no trabalho: 9 dicas para produzir mais e melhor
  12. Atração e Retenção de Talentos: descubra como se destacar!
  13. Engajamento de equipes: como manter os colaboradores motivados?
  14. Indicadores de RH: o segredo para tornar seu RH estratégico
  15. [Case de Sucesso] De candidato a Head de CS e Recrutador
  16. Avaliação de desempenho por competências: faça ou perca talentos!
  17. Como analisar um currículo para sempre acertar nas contratações?
  18. Experiência do candidato: saiba como nunca mais perder talentos!
  19. Soft skills e Hard skills: você sabe qual é mais importante?
  20. Bem estar no trabalho: seus colaboradores estão MESMO felizes?
  21. ETALENT: 4 dicas para automatizar a operação e ter um DP estratégico
  22. RH estratégico: a tendência de mercado que você precisa conhecer
  23. Benefícios Trabalhistas válidos para o final do ano: quais são?
  24. Mau Recrutamento: conheça suas principais consequências
  25. HR Insights apresenta: Mark Roberge
  26. Contratar em marketing digital: como saber se um candidato tenta enrolar?
  27. Estratégias de recrutamento e seleção: conheça as melhores!
  28. Por que as pessoas trabalham?
  29. Produtividade na Empresa: o impacto da qualidade de vida dos funcionários
  30. Business partner: o que é e como você pode se preparar para assumir essa posição
  31. Recrutamento e Seleção: o que é? Do básico ao avançado
  32. Conteúdo prático e de alto nível para RHs que não se contentam em ser operacionais
  33. Como tornar seu RH estratégico? Descubra formas práticas de conseguir!
  34. Porque o RH deve parar de responder ao CFO em 2019
  35. 7 sinais de que a sua empresa não faz os funcionários se sentirem valorizados
  36. Um guia de sustentabilidade para RHs que querem ser protagonistas
  37. Outplacement: o que é e como conduzir da melhor forma?
  38. Panorama de RH no Brasil busca gerar novas percepções para profissionais da área
  39. Empresas de headhunters: ajudam no recrutamento e…
  40. Seleção de pessoal: o que é, objetivos e diferença entre recrutamento
  41. Técnicas de Recrutamento e Seleção: como recrutar e selecionar no mercado de 2019?
  42. Como um plano de carreira pode motivar a sua equipe?
  43. Técnicas para uma boa gestão de pessoal: 7 dicas para uma gestão de sucesso
  44. Salário emocional: como motivar funcionários através da remuneração?
  45. Inteligência de mercado – saiba o que é e como identificar em um candidato
  46. Engajamento e colaboração na empresa
  47. [Vídeo] People.Tech – Gestão e Cultura Organizacional
  48. Recrutamento — O terceiro atributo crucial de uma startup
  49. Recrutamento em vendas e marketing: por que decidimos focar neles?
  50. Gestão de Pessoas: seis processos para você conhecer
  51. 6 Insights de profissionais que estão moldando um novo cenário de RH
  52. One to One
  53. Indicadores de recrutamento e seleção
  54. Curso soft skills
  55. People.Tech: Aquisição e Desenvolvimento de Talentos
  56. Ferramentas para RH gratuitas
  57. Como Identificar Talentos
  58. Recrutamento Online: o que é e vantagens
  59. Recrutamento e seleção de talentos: como conseguir os melhores?
  60. Redes sociais no recrutamento: como procurar ótimos profissionais online [Guest Post]
  61. Tipos de Recrutamento: Interno, externo, misto ou online?
  62. Seleção por competências: O que é, benefícios e como fazer
  63. Recrutamento e seleção em quatro passos
  64. Feedback no processo seletivo: qual é a importância?
  65. Job description: passo a passo para elaborar
  66. Consultoria de RH – O que é e quais tecnologias substituem?
  67. Retenção de talentos: 9 hacks que você nunca imaginou que ajudariam a reter seus talentos
  68. Inteligência Artificial no Recrutamento: o que muda?
  69. Recrutamento e Seleção de líderes: devo usar uma empresa de R&S?
  70. Headhunters: o que são e como eles podem ajudar sua empresa
  71. Banco de talentos: 5 vantagens em contratar empresas de recrutamento
  72. Startup e Recrutamento pelos olhos de um grande investidor americano
  73. Otimizar o recrutamento e seleção: as melhores práticas!
  74. Ferramentas de vendas: 7 para começar a usar agora!
  75. Gestão por competência: a prática que irá revolucionar a GP
  76. O que recrutar tem a ver com vender? | O processo seletivo e seu principal erro
  77. Processos seletivos – atração de talentos na Google e Ambev
  78. Softwares para RH: os melhores para a sua empresa
  79. Como contratar bem? 10 erros para passar longe
  80. Talent Acquisition e Employer Branding em números
  81. Employer Branding e a influência do processo seletivo
  82. Recrutamento com tecnologia: as novas tecnologias e como isso afeta a sua área
  83. Diplomas versus talento: o que priorizar no recrutamento?
  84. RH em startups: quando é necessária uma área de RH?
  85. Budget de Recrutamento: O que incluir no recrutamento de marketing e vendas?
  86. Marketing e Vendas: como conseguir os melhores profissionais?
  87. Como avaliar candidatos em entrevistas feitas por videoconferência
  88. Retenção de Talentos: Como reter jovens talentos na sua empresa
  89. Simulação de vendas: estratégia para contratar um consultor de vendas
  90. Livros para RH: 5 obras imprescindíveis para você
  91. Como Contratar Vendedores – O Guia Completo
  92. Customer Success: o Sucesso do Cliente em Foco
  93. Como Treinar e Rampar Times de Alta Performance
  94. Time de Vendas de Alta Performance

Hoje em dia o debate soft skills e hard skills é um dos temas mais acalorados nas mesas dos setores de RH. Por muitos anos, as hard skills – ou competências técnicas – eram tidas como as que determinavam se um candidato era mais ou menos qualificado. Entretanto, nos últimos anos isso vêm mudando. Você saberia dizer qual delas é preferível?

Pergunta capciosa, né? Reconhecendo a magnitude e importância desse debate, a Talentbrand decidiu investigar as tendências de mercado para conseguir prover uma resposta satisfatória. Acompanhe conosco! 🙂

O que são soft skills e hard skills?

Antes de conseguirmos entrar num debate tão profundo quanto o que estamos propondo para esse artigo, precisamos entender o que são soft skills e hard skills. Não podemos, também, contentar-nos com uma definição muito superficial como “hard skills são competências técnicas e soft skills são competências comportamentais”, certo?

Bom, começando pela de mais fácil definição: as hard skills. Estas são as competências mais facilmente quantificáveis de um profissional. Tem-se também que elas são de mais fácil aprendizado. Sabe aquela história de: “é mais fácil ensinar uma pessoa a usar o Excel do que ensiná-la a ter foco”?

Exemplos de hard skills:

  • Fluência em algum idioma
  • Conhecimento em linguagens de programação
  • Um diploma de faculdade, MBA, etc
  • Operação de algum software, como CRMs

Já as soft skills são, por natureza, de mais difícil definição. Isso porque são as competências que um profissional em questão adquire com suas experiências pessoais, contexto cultura, entre outros. A grosso modo, podemos falar que são habilidades interpessoais.

Exemplos de soft skills:

  • Foco em resultado
  • Resiliência
  • Comunicação
  • Versatilidade

Por que as soft skills passaram a ser valorizadas?

Como dissemos anteriormente, as soft skills passaram por um boom nos últimos anos, revirando os antigos critérios de contratação. Antes bastava o candidato ter um currículo cheio de diplomas em instituições de renome, referências e passagem em grandes empresas. Hoje, um profissional, para conseguir pleitear às melhores vagas, precisa ir além.

Mas por que essa mudança tão drástica? Com o avanço da psicologia comportamental e da valorização do famoso capital humano, seria natural que as habilidades interpessoais ganhassem certo prestígio, não? Contudo, não é só por isso. As soft skills ganharam destaque porque se provaram de grande peso financeiro para as empresas.

De acordo com um artigo da Forbes, as soft skills contribuem com aproximadamente 422,4 bilhões de reais para a economia inglesa. Não só isso, mas foi apontado que para os próximos 5 anos, esse valor vai chegar a impressionantes 518,4 bilhões!

Sem sombra de dúvidas, as competências comportamentais impactam – e muito – na lucratividade de uma empresa. Mas seriam elas as habilidades mais importantes num candidato?

As hard skills não têm mais peso numa seleção?

Antes de conseguirmos responder qual tipo de competência é a mais crucial para uma contratação bem sucedida, precisamos entender o papel atual das hard skills.

Apesar das soft skill terem ganhado grande destaque, não podemos ser levianos e declarar que as hard skills não impactam num processo de Recrutamento e Seleção. É evidente que, para um profissional ser capaz de preencher um cargo, seja requerido dele conhecimentos técnicos da sua área.

Não é viável, nem atrativo para as instituições contratarem funcionários sem domínio técnico ou experiência na sua área, principalmente para cargos mais altos.

Afinal, hard skills ou soft skills?

Chegamos, enfim, nessa pergunta espinhosa que você estava esperando para saber a resposta. Antes de mais nada, como para qualquer área na vida, é preciso buscar um equilíbrio.

Por que começamos a resposta com essa consideração? Simples: um bom profissional de RH sabe que um colaborador precisa entregar resultados condizentes com sua posição, certo? Então, para entregar resultados, é preciso que 1. o profissional tenha conhecimento do COMO, porém 2. o profissional tenha consciência do impacto de suas atitudes e crenças no seu trabalho.

Mas, se fosse necessário definir com uma martelada final um critério de desempate, usaria as soft skills. Por quê? Bom, pegue dois candidatos com competências técnicas similares, mas um com um conhecimento levemente maior. Todavia, este é facilmente desmotivado e não consegue colaborar com a equipe.

O outro, apresenta uma grande força de vontade para se desenvolver constantemente, está sempre se aperfeiçoando e tem grande resiliência.

Nesse caso, sinceramente, qual você escolheria?

Tamyres Ogasawara é redatora e Analista de SEO na Talentbrand. Sempre teve um interesse muito grande em comunicação, que hoje transparece na sua carreira.